28 Novembro, 2019 Sapien Livre 2Comment

Seu patrimônio não determina seu valor, independentemente de ter muito ou pouco, dinheiro é o que você acumula e não o que você é.

Nossa sociedade acostumou a dar valor às pessoas pelas suas posses, neste sentido se hoje você não tem patrimônio líquido, não será muito valorizado pela sociedade. É possível que existam comentários do tipo: – Olha aquela pessoa, já chegou nos trinta e não tem nada. É um fracassado! Uma pessoa atrasada, pois, com essa idade já deveria ter carro e casa (financiados).

Independente do seu patrimônio liquido atual, isso não reflete seu valor. Como disse o mega investidor Warren Buffett… “Um bom investimento sempre será um bom investimento”. Desta forma o que se discute é apenas o tempo, ou seja, o prazo que este bom investimento irá se provar como bom.

Em nossa jornada nem sempre os resultados atuais irão refletir nosso real valor. É muito importante enxergar a longo prazo, pois, do contrário, cairá na armadilha mensurar seu valor pelo tamanho do seu patrimônio.

O homem não te define

Sua casa não te define

Sua carne não te define

você é seu próprio lar

(Trecho da música Triste, louca ou má, – Juliana Strassacapa)

Você não é sua profissão

Nós não somos nossa profissão, não somos aquilo que fazemos para ganhar dinheiro. Da mesma forma não é o nosso salário ou quanto dinheiro ganhamos que nos define. É importante entender como estes conceitos influenciam nosso comportamento com relação ao dinheiro e consumo, a forma que nos relacionamos com as outras pessoas, autoestima e a vida em geral.

O professor Cortella fala que serviço é aquilo que fazemos para ganhar dinheiro e trabalho é o que nos dá significado, como, por exemplo, cuidar de um filho, dá trabalho, dá significado, mas não dá dinheiro.

Temos o costume de escolher uma profissão ou mesmo sem escolher, direcionar nossa vida para atividades que acabam nos definindo pela quantidade de dinheiro que ganhamos. Penso que este é um dos motivos de tanta frustração entre as pessoas, mesmo profissionais bem-sucedidos em termos de salário e reconhecimento pela sociedade, são tristes, desmotivadas e não veem significado no que fazem.

Não é sua profissão que te define.

Imagem por Peggychoucair – Pixabay

 

 

2 thoughts on “Você não é seu dinheiro

  1. Pois é… esse seu texto me lembra muito de algumas pessoas com quem me relaciono que nunca perdem a oportunidade de dizer que são amigos de fulano dono da loja x, da fábrica y, que foram na festa de aniversário de tal que é super conhecido na cidade… daí eu penso ‘elas querem impressionar à quem dizendo isso?’ No fundo tenho dó dessas pessoas pois não conseguem se sentirem felizes apenas sendo amigas delas mesmas, mas precisam ser amigas de outros para se sentirem algo ou alguém.
    Obrigada pela reflexão.

    1. Isso é muito comum Michele, muitas vezes a gente precisa de algum tipo de autoafirmação. Pode ser por amizades, posses ou carreira. Precisamos nos policiar para entender e enxergar esse comportamento pois trata-se de sintoma de algum problema oculto. Como uma dor no corpo que esconde um mal maior. Entende?
      Bjos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *