12 Fevereiro, 2019 Sapien Livre 0Comment

A nossa relação com o dinheiro está diretamente ligada ao conhecimento de nós mesmos, não existe melhor forma de se conhecer do que fazendo perguntas poderosas para nós mesmos.

1 – Como seria seu dia ideal?

Um dos maiores benefícios da independência financeira é viver por seus próprios meios e da forma que desejar e não em função dos outros ou de determinadas circunstâncias.

Agora se não sabe o que seria seu dia ideal, sua rotina para o dia a dia quando chegar a liberdade financeira ficará difícil se desprender do trabalho remunerado, pois se não tem nada significativo na vida, a única coisa que lhe dá significado é o seu trabalho remunerado, mesmo que você o odeie.

Um aspecto interessante e super importante de ter clareza sobre seu dia ideal é poder mensurar qual a necessidade financeira para viver da formar que imaginou. Muitas vezes fazemos estimativas supervalorizadas, considerando coisas pouco importantes que não fazem parte de um dia considerado perfeito.

 de 2 – Ser ou Ter?

O objetivo de atingir liberdade financeira não é comprar imóveis, carros ou quinquilharias para ocupar a casa. O verdadeiro objetivo é adquirir liberdade de tempo para que possa aproveitar a vida e ter um propósito de vida maior que você mesmo. Algo que te faça acordar pela manhã por prazer na vida e não por objetivos financeiros.

3 – E se eu falhar, será que terá valido a pena?

Nós humanos somos imediatistas, buscamos sempre o prazer imediato ao invés de recompensas futuras mais gratificantes. O grande problema disso é que não existe nenhuma garantia de que o sacrifício será recompensado no futuro pois, como diz o ditado… o futuro a Deus pertence.

Eventualmente as coisas vão dar errado. Infelizmente coisas ruins acontecem para pessoas boas e não podemos fazer nada para mudar isso. É neste conceito que a maioria das pessoas se perdem… – já que não existe garantia para que fazer esforço, para que se esforçar? Isso nos leva a quarta pergunta.

4 – Qual dor está disposto sentir?

Quando fazemos perguntas do tipo: qual seu sonho? Geralmente respondemos coisas como: Ter uma casa confortável, um casamento feliz, uma carreira de sucesso e sem estresse. No entanto, tudo isso é besteira porque a pergunta correta deveria ser: O que está disposto a pagar por isso? Qual a dor está disposto a sentir para ter essas coisas que deseja?

A gente quer muita coisa, mas pagar o preço em termo de problemas e desconforto para ter essas coisas é outra estória. O segredo neste caso é ser feliz ao resolver os problemas para alcançar esses objetivos.

Por exemplo: muita gente gosta de montanha mas odeia o caminho até o topo. Eu particularmente sempre gostei de cachoeiras, as trilhas para chegar nestes lugares geralmente são muito duras, cheias de obstáculos e desafios, mas mesmo assim eu gosto da caminhada, o destino final é só a cereja do bolo.

Controle o que você pode controlar e viva em paz com suas decisões, e, se encontrar um sentido maior para sua vida, direcione seus esforços, recursos financeiros e energia para esse propósito.

Imagem por Free-photos / Pixabay

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *