25 Janeiro, 2021 Sapien Livre 6Comment

Por muitos anos eu lutei para buscar a Independência Financeira com o objetivo de ter a possibilidade de fazer escolhas, de poder viver com liberdade e definir cada minuto da minha vida por meus próprios meios.

Por incrível que pareça é exatamente essa realidade que está me trazendo insatisfação.

Um dos maiores problemas FIRE

O excesso de escolhas é um dos maiores problemas de quem chega a tão esperada independência financeira.

Não é de hoje que a psicologia econômica já apontava o excesso de escolhas como algo ruim, tanto para a pessoa responsável pela tomada de decisão como também para quem fornece opções para serem escolhidas.

O excesso de opções leva a duas consequências ruins:

Paralisação – Ao contrário do que imaginamos, ter muitas possibilidades de algo não é libertador, na verdade ficamos indecisos e isso leva a paralisação. Quando não sabemos o que escolher acabamos por não decidir.

Eu estou vivendo isso na pele ao tentar me decidir por onde começar meus voluntáriados no Brasil. A princípio a pandemia me segurou, mas observei que boa parte dessa inércia também existiu por excesso de opções.

A IF nos dá uma liberdade que não é comum a todas as pessoas e junto com ela vem o excesso de opções. Saber limitar as possibilidades é um grande desafio pois assim que tomamos uma decisão outra consequência nos aparece, que é o segundo grande problema de ter muitas escolhas:

Menor satisfação – Superado a paralisação, fica muito fácil achar que se tivesse feito a escolha B, a satisfação seria maior e mesmo estando feliz, a ideia de ter deixado de lado outras possibilidades leva a menor satisfação.

Tudo isso é muito engraçado pois já havia estudado e conhecia esses conceitos através, por exemplo, do minimalismo, mas quando o excesso de escolhas acontece como consequência de boas ações financeiras, parece que somos pegos de surpresa.

A consequência de menor satisfação por ter muitas escolhas leva ao arrependimento, mesmo que as decisões tomadas tenham sido assertivas.

Qual a solução?

Estou vivendo e buscando na prática saídas para maior satisfação e também limitar a necessidade de lidar com muitas possibilidades de escolhas.

Filtrar as possibilidades

Mesmo tendo muitas alternativas é possível criar filtros que limite as opções e estresse com muitas escolhas.

Se em uma sorveteira existem 50 sabores e eu já eliminar o que não for de frutas, mais da metade será eliminado, se colocar mais outra limitação para apenas frutas regionais, as opções serão poucas.

Para outras coisas pensar nas consequências da escolha possa levar a menos opções.

Independente de como lidar com isso, acho muito importante ter conhecimento desse problema que pode acometer todo candidato a se tornar FIRE.

Neste sentido praticar o minimalismo acaba nos ajudando a treinar a mente como lidar com excesso de coisas e, fazendo uso da mesma estratégia, estou aprendendo a gerenciar as inúmeras possibilidades que aparecem em uma vida FIRE.

6 thoughts on “Um dos maiores problemas FIRE

  1. Bem legal essa reflexão, dá pra sentir que isso é algo completamente possível e factível pra quem já está FIRE, o sentimento de indecisão, paralisia e insatisfação são muito ruins e sempre devemos pensar em alternativas pra eliminar eles, como você mesmo está tentando.

    Abçs

    1. Bem isso cara,

      Uma coisa de cada vez, e o mais importante que estou procurando fazer é tomar pequenas decisões que não me deixe paralisado.
      Como diz o Prof. Clóvis de Barros Filho… Para trás, nem para pegar impulso.

      Abraço

  2. Acredito que até o minimalismo e essencialismo nessa questão são importantes, como vc falou, o mínimo de escolhas potencializa a satisfação. Espero que consiga achar algo que já possa começar a fazer e se adequar a isso, sem pensar demais nas outras possibilidades e crescer naquilo que fará. Como você já mencionou em um dos seus textos “Escolha e liberte-se”

    Adoro muito seus textos e me pego já me preparando pra minha futura vida FI, refletindo sobre eles aqui no blog.

    1. Olá ViFIRE,
      Obrigado por suas palavras, fico feliz por acompanhar o blog. Compartilhar essa fase e as etapas que estou passando me deixa mais tranquilo.
      Também é importante que as pessoas saibam que não é só porque atingiu a IF que os problemas acabam.

      Grande abraço

  3. Muito interessante esse relativo SL.

    Eu ainda estou no começo na vida FIRE, ainda presa no trabalho antigo. Mas já me vi pensando em mil coisas que queria fazer: aprender a cantar, escrever um livro, estudar psicologia, rs. Com tantas opções, acho bem factível que eu fique inerte e não comece nenhuma delas.

    Eu li uma dica em algum blog (não lembro mais) que dizia que o segredo era se comprometer. Falar para os amigos dos planos, porque aí eles vão te “cobrar” perguntando como está indo. Ou se comprometer mesmo com uma instituição, tipo, pagar a matrícula ou assinar um contrato. Assim você se sente na obrigação de ir até o fim com aquilo que foi a sua escolha.

    Mas realmente, é bizarro como o aumento das opções trazem mais stress do que sensação de liberdade. Uma vez eu li sobre uma mulher do Congo visitou um Wal Mart nos EUA pela primeira vez na vida e ficou mais de 8h para conseguir comprar 5 itens, e saiu de lá passando literalmente mal. Ela sentiu na própria pele como aquele american way of life era tão difícil.

    Abs
    Elsa

    1. Olá Querida, tudo bem?
      Eu me. Matriculei em uma escola de inglês e agora preciso dar outros passos para definir os próximos objetivos.
      As estratégias que passou são realmente boas para decidir, apesar de não impedirem a dor do arrependimento.
      Espero ver relatos seus sobre como está sua jornada FIRE.
      Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *