Comportamento

Será que o RE do FIRE vale a pena?

28 Setembro, 2021 Sapien Livre 8Comment

Recentemente foi divulgado um estudo conduzido pela Universidade da Pensilvânia mostrando que o excesso de tempo livre pode fazer mal, causando um efeito totalmente oposto ao que desejamos.

O excesso de tempo livre pode fazer mal à saúde

Neste sentido, o excesso de ócio pode trazer estresse, ansiedade e falta de vontade de viver, em outras palavras, falta de propósito. Podendo até se transformar em quadros de depressão.

Obviamente que não ter tempo é tão ruim e até pior que o tempo em excesso, neste sentido o que se observa é que temos a necessidade de ter alguma ocupação, seja ela remunerada ou não.

A pressão Social

Não é de hoje que sofremos uma imensa pressão social por sermos produtivos, por fazer algo que seja “útil” para a sociedade e além disso, gerar receita, ganhar dinheiro, mesmo que não precise mais dele é algo muito apreciado e valorizado pela nossa sociedade.

Eu particularmente ainda, em alguns momentos, penso que poderia estar ganhando muito mais dinheiro se voltasse ao mundo corporativo e sei que muitas pessoas do meu círculo de conveniência não me veem com bons olhos por isso.

Ser um vagabundo com dinheiro no bolso é a melhor coisa do mundo, mas nem por isso deixa de ter um grande peso social. Infelizmente não vivemos em uma bolha e lidar com essa situação é muito importante para não começar a criar paranoias e se auto sabotar.

Afinal de contas, quando você se tornar FIRE terá tempo de sobra para pensar e remoer milhões de coisas da sua vida.

Cura ou Veneno

Tem um ditado que fala que entre a cura e o veneno de alguma coisa, o que distingue é apenas a quantidade. O tempo livre em excesso pode ser a melhor coisa da vida se você não tem preocupações financeiras. No entanto, nem por isso a vida será maravilhosa. O tempo livre dará a possibilidade de pensar sobre inúmeros aspectos de sua vida, dos seus entes próximos e também da vida em sociedade.

Tudo isso é muito bom, porém se você já tiver algum problema psicológico e ou uma predisposição para depressão, ser uma pessoa solitária e pouco sociável. Todo esse excesso de ócio pode virar um verdadeiro veneno, se tiver algum vício destrutivo para a saúde então… a conquista do FIRE pode ser sua ruina.

A curva da Satisfação

Saber onde fica a sua curva de suficiência para o tempo livre é essencial. Infelizmente não existe receita do bolo. É você com você para encontrar o melhor equilíbrio. Assim como vale para o dinheiro e o consumo chega o momento que mais tempo livre não significa melhor qualidade de vida. Saiba mais sobre a curva da satisfaçã neste poste aqui.

O ócio criativo

Quem trabalha não tem tempo para ganhar dinheiro. Eu sempre repeti essa frase para mim mesmo quando não me sentia confortável com meu salário. No meu primeiro emprego como office boy, quando tinha quatorze anos, em uma empresa de publicidade, ficava admirado com o ambiente no departamento de criação. Havia revistas, jogos, videogames e a maioria do tempo a galera estava batendo papos aleatórios.

No entanto, aquela agência atendia as principais marcas do país, além de já terem ganho os mais diversos prémios nacionais e internacionais de propaganda e marketing.

A galera dos outros departamentos sentiam uma certa inveja por toda liberdade e tempo livre dos criativos. No entanto, o resultado deles era inquestionável. É exatamente esse um dos maiores benefícios do ócio. A possibilidade de criar e produzir com excelência, de inovar e realmente fazer algo diferente e significativo para nós mesmos.

Eu sempre defendi a independência financeira e o Movimento FIRE foi como uma luva na minha vida quando comecei a planejar deixar de trabalhar por dinheiro. Porém, agora passados mais de dois anos que larguei minha carreira e emprego me questiono se realmente o RE ( aposentar cedo) faz algum sentido.

Eu escrevo esse blog, faço gestão ativa dos meus investimentos e quero, no próximo ano, iniciar voluntariado pelo Brasil e até iniciar algum projeto remunerado. Por isso, cada vez mais acho que a IF deveria ser objetivo de vida de todas as pessoas, já o RE nem sempre.

O que acha sobre isso?

8 thoughts on “Será que o RE do FIRE vale a pena?

  1. tudo vale a pena quando a alma não é pequena, hehe
    a vida vale a pena com fire ou sem fire
    com RE ou sem RE
    a vida humana não cabe num estudo
    claro, ócio sem trabalho é doença
    não existe descanso sem cansaço

    abs!

      1. Tu ta inquieto hein rapaz!!! Rss… Calmaa… A pandemia piorou tudo nesse meio tempo, então acredito que essa angustia pelo excesso de tempo livre foi em grande parte intensificada pelo contexto externo. Concordo com o que voce disse, sobre a diferença entre o remedio e o veneno ser a quantidade, mas eu ainda não acho que o problema seja o RE, mas sim uma possivel falta de propósito… E este pode se dar de infinitas formas 🙂

        1. Hahah… A inquietação é uma constante. A busca pelo equilíbrio faz parte, neh?
          Eu acho que nossos propósitos vão mudando conforme vamos atingido determinadas metas de vida.
          Cada etapa deve ser ajustada e nem sempre isso é fácil.

          Obrigado por comentar

    1. Ótimos questionamentos Sapien !!!
      Estou pertinho da Meta Fire, trabalhando umas 3 ou máximo 4 horas apenas por dia, é já tenho me cobrado….Excesso de ócio realmente pode ser o remédio que vira veneno conforme você citou.
      Abraço irmão

  2. Olá Sapien,

    As pessoas enxergam a RE como ficar em casa o dia todo de pernas pro ar. Acredito que o fato de se aposentar cedo seja para dar liberdade de fazer o que bem entender (até pode ser ficar de pernas pro ar), mas acredito que seja para se dedicar em alguma outra atividade não tão lucrativa como um voluntariado, viajar o mundo, estudar coisas diferentes (que muitas vezes não vão agregar algo pro seu currículo) ou mudar radicalmente de profissão sem medo de passar necessidades.

    Você até pode fazer tudo isso só com a IF, mas acredito que o fator aposentado envolve muito o psicológico e emocional de nunca mais precisar fazer alguma coisa por dinheiro.

    Ótimo post,
    Abraço.

    1. Eu tenho vivido o RE, principalmente nessa pandemia em que fomos forçados a ficar em casa de forma a tentar ocupar meu tempo da melhor forma possível. No entanto muitas coisas que gostaria de realizar não pude esse ano e meio de pandemia.
      Eh muito importante usar o ócio de forma inteligente para não pirar.
      Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *