26 Novembro, 2019 Sapien Livre 0Comment

Está muito calor;

Está frio;

Por que a hora não passa?;

A hora está passando muito rápido;

Este café é horrível;

Meu bairro é muito feio;

Meu marido nunca me ajuda;

Minha esposa não me deixa em paz;

Nunca sobra dinheiro pra nada…

Reclamações, reclamações e reclamações

Tenho certeza que usa com frequência alguma dessas reclamações acima. Todos nós reclamamos da vida, de coisas banais como o tempo, o trânsito, o cotidiano de um modo geral. Se for falar de trabalho então, aí o alvo é o salário, o chefe, os colegas, os horários, a infraestrutura, a tecnologia ou a falta dela.

Se está desempregado reclama, empregado também reclama. Se está com alguém reclama do relacionamento, mas também reclama por estar só. Infelizmente criamos o hábito de sermos eternos reclamões. De anunciar toda pequena insatisfação.

Não vou entrar nas questões psicológicas que nos leva a esse comportamento, (mesmo porque sou totalmente leigo) mas a somatória de pequenas reclamações e pensamentos funciona como um envenenamento a conta-gotas que deixa a vida tóxica, pessimista, triste, pequena.

Como seria incrível, se, para cada pequena reclamação, enxergássemos uma pequena coisa para agradecer. Por que é tão fácil olhar para os defeitos, para os problemas e imperfeições?

Quem reclama não costuma fazer nada para mudar, mesmo porque boa parte do que reclamamos não tem o que fazer, afinal de contas, qual o nosso domínio sobre o tempo? É uma estupidez reclamar do clima, da chuva ou do sol. A natureza não está nem aí para nossas preferências climáticas.

O que podemos fazer é lidar com as variáveis e aproveitar o melhor que a providência pode nos apresentar. Por que não apreciar um dia chuvoso? Agradecer por ter uma rotina pelas escolhas que fizemos na vida. Por que não usar o olhar de turista para as coisas que estamos acostumados?

Com certeza agradecer será mais agradável que reclamar.

Imagem por markusspiske

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *