21 Junho, 2018 Sapien Livre 0Comment

Costumeiramente me encontro na difícil situação de ajudar alguns amigos a iniciar seus investimentos.

A conversa começa mais ou menos assim… – estou com um dinheirinho que consegui guardar, não é muito, coisa pouca, mas queria aplicar. O que você me recomenda?

COMO FAZER SEU PRIMEIRO INVESTIMENTO

Sempre que me deparo com essa pergunta questiono: Já possui reserva de emergência? Se possui, qual o seu objetivo para o investimento?

O grande problema é que quase ninguém tem um objetivo específico. A ideia é sempre fazer render mais, para assim, em algum momento gastar com alguma coisa e zerar novamente o patrimônio.

SEM OBJETIVO DEFINIDO NÃO EXISTE BOM INVESTIMENTO

A primeira coisa necessária a entender é que não é possível fazer bons investimentos se não tem um objetivo específico para o dinheiro, porém se esse é seu caso, não sou eu quem vai desestimular a exercitar o músculo da prosperidade.

Neste caso a melhor coisa é optar por investimentos coringas, aqueles que se adéquam a qualquer pessoa, claro, não espere rendimentos espetaculares, mas nem por isso deixará de se iniciar como investidor.

FUJA DOS BANCOS

Essa é uma orientação muito comum e quase unânime entre os especialistas em investimentos. Bancos não tem interesse em oferecer boas opções de investimentos para os pequenos investidores, eles não ganham dinheiro com isso.

Desta forma, procure abrir conta e uma corretora, este é o melhor canal para achar os melhores investimentos e, além disso, possuem tarifas menores.

TENHO MEDO DE PERDER DINHEIRO

Esse é o medo mais comum de quem está iniciando, afinal de contas, é tão difícil poupar que a menor possibilidade de perder já deixa a pessoa paralisada.

Neste caso, ela prefere continuar no seu banco de habitual, consumindo produtos financeiros horríveis como por exemplo, títulos de capitalização, seguros desnecessários, fundos com taxas altíssimas e, na melhor das hipóteses, a caderneta de poupança.

Se a ideia é permanecer no seu banco, as opções para quem tem pouco dinheiro e não sabe bem quando vai precisar do recurso são poucas.

Precisa de algo com baixo risco e alta liquidez, desta forma, qualquer investimento de renda variável deve ser descartado, já que estes são adequados para serem carregados a longo prazo.

TITULO DO TESOURO DIRETO

Somente o Tesouro SELIC é adequado neste caso, pois os pré fixados sofrem variação de mercado, se quiser utilizar o recurso antes, pode acontecer de perder dinheiro.

Os bancos já oferecem a opção de compra de títulos do tesouro, alguns não cobram taxa, mas a prática habitual dos grandes bancos é não estimular a compra desta modalidade de investimento.

Muitas corretoras oferecem a opção de compra de títulos direto pelo Homebroker ( plataforma eletrônica de compra e venda), é muito fácil, rápido e seguro.

A SOPA DE LETRINHAS DA RENDA FIXA

Os CDBs – são as opções mais comuns oferecidas pelos bancos. O ponto de atenção neste caso é checar o rendimento oferecido, algo em torno de 100% do CDI ( leia sobre Indexadores aqui) entendo como adequado, apesar que boas corretoras já oferecem um leque de títulos de diversas instituições com rendimento bem mais atrativos.

O problema para quem tem pouco dinheiro é que existem restrições de valor mínimo para iniciar a aplicação. Quanto mais dinheiro tiver, melhores opções terá.

Assim como funciona com a beleza e sedução, as maiores e melhores opções de oferta são dadas a quem menos precisa.

LCIs e LCAs – Estes tem características muito parecidas com os CDBs, com a diferença de serem isentos de imposto de renda. O fato de não incidir IR pode confundir e resultar em menor rendimento em detrimento a outros mais rentáveis, apesar da tributação.

Não se preocupe em fazer contas, na internet existem diversas calculadoras que fazem o trabalho difícil de comparar a melhor rentabilidade. Recomendo a calculadora do site Eu Quero Investir.

Além disso, não podemos esquecer do problema de liquidez, já que terá de carregar o titulo até o vencimento.

CADERNETA DE POUPANÇA

Apesar de ser crucificada por quase todo educador financeiro ela é a porta de entrada para todo pequeno investidor. Eu mesmo, iniciei meus investimentos com a caderneta de poupança e não me arrependo.

A estratégia é exercitar o músculo da prosperidade, quando fizer um montante considerável, terá acesso a investimentos de melhor rentabilidade além de mais confiança.

É muito importante não ficar só na poupança , ela é uma entrada para o mundo dos investimentos mas não pode cair na armadilha de ficar só nisso.

Aproveite esse tempo para estudar. Hoje é muito fácil obter conhecimento de qualidade e de graça na internet. Não tem desculpa, se realmente quer mudar sua vida através da educação financeira precisa dedicar tempo para aprender e praticar.

NÃO DEIXE PARA DEPOIS

São poucos os que se dão o trabalho de colocar a mão na massa e fazer o que deve ser feito. Não seja negligente com seu próprio futuro. Não espere que façam por você, toda vez que deixa de fazer boas escolhas está perdendo não só a chance de ganhar, perde também sua preciosa energia vital… o tempo de vida.

Disclaimer – Eu não sou um profissional de finanças e nem pretendo ser. Entenda que você é responsável por seus investimentos e decisões. Sou apenas um apaixonado por finanças  pessoais e minhas opiniões e escolhas são particulares a minha filosofia e valores. Em outras palavras, se fizer cagada com seu dinheiro não me culpe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *