6 Julho, 2019 Sapien Livre 4Comment

Recentemente minha irmã precisou renovar a documentação da moto. Como ela havia tomado uma multa que nunca chegou e nem constava na documentação, precisou passar por uma vistoria na moto, como também pagar taxas e se ausentar do trabalha.

Dois dias depois de muito estresse e despesas, ainda não conseguiu regularizar a situação do veículo. Este é só um dos grandes problemas de ser dono.

O problema de ser dono

Veja  exemplo de um carro: Primeiro você precisa trabalhar para juntar dinheiro para comprar, depois precisa de dinheiro para usar, precisa de grana para fazer manutenção, precisa de tempo para limpar, consertar,  manter e ter as coisas em funcionamento. Precisa lidar com impostos, taxas, multas e vistorias.

Você possui as coisas e as coisas passam a possuir você.

Em outro artigo escrevi sobre o problema das pessoas que, apesar de serem disciplinadas com as finanças, sempre estão em constante estresse ou se pegam em dívidas inesperadas. (Após a leitura deste artigo confira no link abaixo).

Não seja tonto, padrão de vida não tem nada a ver com felicidade II

Gastos Inesperados

Temos três tipos de despesas: Gastos Básicos, ( Aqueles que são essenciais tipo mercado, aluguel, luz etc.)

Gastos Desnecessários, ( Viagens, happy hour, cimena, etc).

Gastos não recorrentes, ( São aquelas despesas inesperadas e não planejadas). São exatamente estes gastos que os donos de coisas se complicam. O carro quebra, o encanamento entope, a casa precisa de pintura.

Todo mês tem alguma coisa precisando de manutenção, de limpeza, de ajuste ou apenas o uso já tira a instabilidade financeira do proprietário.

As pessoas não aprenderam a calcular o chamado CET ( Custo Efetivo Total) e se surpreendem com o orçamento apertado todo mês. Mesmo fazendo controle e tendo disciplina com as despesas se perdem frequentemente com o orçamento.

Quanto mais coisas possuem mais terão de lidar com despesas inesperadas. Esse é o grande problema de ser dono.

É por isso que sou adepto ao estilo compre liberdade, alugue o resto.

Imagem por Stevepb – Pixabay

4 thoughts on “O problema de ser dono

  1. Olá, muito verdadeiro o post. Há três meses vendi meu carro e estou usando a bicicleta como meio de transporte. Senti um grande alívio ao vendê-lo, não pelo dinheiro em si, mas pelo tempo elevado que ele me retirava. Hoje, pedalo tranquilamente pela cidade, vou ao trabalho, amigos, padaria e mercados sem precisar perder tempo procurando vagas de estacionamento ou parando para abastecer. Coisas simples que trazem um ativo valioso que só acaba, nunca cresce: o nosso tempo.

    1. Oi Rossana, tudo bem?

      Que legal ter o seu depoimento como uma prova concreta deste artigo. Achei muito legal sua abordagem sobre o tempo. Realmente esse é o bem mais escasso que nunca cresce.
      Parabéns por sua escolha em usar bicicleta, que além de te fazer poupar dinheiro e tempo. Ainda lhe proporciona atividade física e ainda contribui por um mundo menos poluído.

      Bjos.

  2. Oi Sapien, tenho sentido isso na pele, moro de aluguel num apartamento que amo de paixão. Ele está com vazamento no banheiro, estragando o apartamento do andar de baixo. Ao chamar um encanador, qual não é a surpresa quando me informaram que terão que quebrar boa parte do banheiro para descobrir a origem do vazamento. Detalhe… o banheiro já é todo reformado. Imagina o custo que isso vai trazer para o proprietário. Só agradeci por não ser dona deste apartamento… Beijos.

    http://viversempressa.wordpress.com

    1. OI Yuka, tudo joia?

      Que incrível isso que está relatando, pois o senso comum é de achar que pagar aluguel é desperdício. Aqui na casa da minha mãe tivemos problemas com o encanamento e foi necessário trocar toda instalação de esgoto. Imagina quanto tivemos que desembolsar? Além do dinheiro tem toda a dor de cabeça para procurar profissionais e comprar material… Terrível.

      Bjos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *