23 Julho, 2018 Sapien Livre 0Comment

O conceito inicial veio de movimento artístico do século passado, envolvendo música, designe e literatura. Porém o que vamos abordar está diretamente relacionado a filosofia de vida. 

O MINIMALISMO, MENOS É MAIS

O minimalista trabalha com o conceito de menos é mais. Neste sentido viver com menos significa viver com mais liberdade, maior flexibilidade e desapego das coisas materiais.

Dentro de uma sociedade de consumo, onde somos bombardeados por todos os lados com publicidade nos incentivando a comprar cada vez mais, a acumular cada vez mais. O Minimalismo vem com a proposta de valorizar os relacionamentos e a si próprio.

Use coisas, ame as pessoas. O oposto nunca funciona”. – The Minimalist

Importante ressaltar que não existe uma regra específica para o minimalismo, não é necessário viver com apenas um par de roupas e sem nenhum conforto. A ideia não é se transformar em um monge tibetano mas sim viver com aquilo que realmente é necessário. 

USABILIDADE

Mais que possuir coisas, a usabilidade do que possui tem maior importância. Ter um valor concreto e usual de seus bens materiais é característica básica do conceito minimalista. 

Menos é mais

VALORIZE AQUILO QUE JÁ POSSUI

Parece um contrassenso, mas o minimalista é sobre tudo um materialista,  mas não no conceito usual da palavra. O materialismo funciona como o respeito e satisfação com o que já possui, além de valorizar o esforço desprendido para adquirir e manter.

O minimalista valoriza todos os bens que possui já estes são essenciais para o bom funcionamento de sua vida.

FLEXIBILIDADE

 A grande verdade é que possuir muitos bens acarreta em trabalho para manter essas coisas funcionado, limpar, cuidar, concertar e substituir. Como não tem muitas coisas para se preocupar em manter, abre-se um mundo de possibilidades que lhe dá flexibilidade na vida.

CONCEITO LIBERTADOR

Nossa sociedade costuma impor vontades coletivas que não nos pertence. Estar livre destes compromissos nos liberta da obrigação de trabalhar a vida inteira para adquirir tais coisas. 

AUTOCONHECIMENTO

Mais uma vez o autoconhecimento torna-se tão importante quanto respirar. O conceito minimalista para funcionar, precisa que conheça a si mesmo, do contrário nada fará sentido.

Você não pode modificar uma coisa cuja existência ignora. – T. Harv Eker

Desta forma, assim como o Downshifting, o minimalismo nada mais é que um meio para chegar à frugalidade através do autoconhecimento, sempre baseado naquilo que realmente é importante para você.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *