27 Outubro, 2019 Sapien Livre 2Comment

Eu já cometi muitos erros nestes meus dez anos como investidor, porém existe um que me traz um grande arrependimento. Acredito que este erro também é comum a maioria dos investidores. Eu já escrevi sobre a minha primeira cagada na bolsa, mas nada se compara a este arrependimento:

Não ter começado antes

Eu comecei a investir por volta dos vinte e cinco anos, antes disso eu era o que a maioria das pessoas que conseguem guardar algum dinheiro são, um poupador. Tinha até certa disciplina financeiro,  nunca fui um devedor. No entanto eu só guardava o que sobrava e além disso, poupava dinheiro com algum objetivo específico de curto ou no máximo médio prazo.

Entenda, poupar não é investir, afinal de contas os juros que recebe não é objetivo principal, eles são apenas um subproduto por deixar seu dinheiro no banco. Investir de verdade é focar no longo prazo e com o único propósito de criar mais dinheiro.

É o que eu chamo de investidor empreendedor, afinal de contas empreender é criar e o investidor cria dinheiro, seja através do aporte em negócios de terceiros ou financiando o mercado.

Entendendo que os juros compostos tem como um dos ingredientes principais o tempo, ter começado a investir somente aos vinte e cinco anos pode ter me custado alguns milhares de reais nos dias de hoje.

Uma pena que olhando de forma retrospectiva fica fácil entender que isso foi um erro. Só que quando a gente é jovem não têm essa noção do poder do tempo sobre valores, que no momento presente é pouco, porém a longo prazo se tornam verdadeiras fortunas.

Naquela época, pensar no longo prazo era um exercício tão difícil de assimilar que nem sequer me lembro de ter passado isso pela minha cabeça.  O que é muito estranho, pois temos habilidade para planejar uma carreira a longo prazo quando somos jovens, desde a faculdade,  estágio e todos os degraus  para ter uma carreira de sucesso,  mas, infelizmente, com os investimentos isso não acontece.

Muitos irão dizer que ter iniciado nos investimentos aos vinte e cinco anos foi cedo, comparado a maioria das pessoas que não fazem e nem irão fazer isso nunca. Isso é verdade, preciso ser grato por ter tomado, a uma década atrás, a decisão de ousar entrar no mercado financeiro quando era apenas um estagiário e com pouquíssima grana. Isso mudou minha vida para sempre.

Se me perguntarem hoje, qual a melhor decisão sobre investimentos que já tomei até hoje,  responderia sem sombras de dúvidas, começar a investir.

A gente as muitas vezes se perde esperando o momento perfeito, o conhecimento completo, a quantidade de dinheiro que acreditamos ser suficiente. Todas as dúvidas que nunca deixarão de existir nos paralisa impedindo de dar o primeiro passo.

E é esse o melhor conselho que posso dar a alguém que nunca investiu. Faça!  Comece mesmo que com muito pouco, mas faça, sem medo de errar. Não importa a idade, apenas faça. Como diz o educador financeiro Eduardo Amuri, investimento feito é melhor que investimento perfeito.

E para você,  qual seu maior arrependimento nos investimentos?

Imagem por Alexas_fotos

 

2 thoughts on “Meu maior arrependimento nos investimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *