20 Novembro, 2018 Sapien Livre 0Comment

Em tempos de Black Friday escuto as pessoas dizerem não são consumistas, mas vão utilizar a Black Friday para comprar algo que já estavam querendo e aproveitar os descontos.

Nos últimos tempos a possibilidade de economizar a maior parte dos ganhos com objetivo de viver com maior qualidade e de acordo com seus sonhos virou até movimento, chamado Movimento FIRE. Isso é maravilhoso, no entanto mesmo eu, que sou um defensor deste movimento ainda tenho as vezes comportamento como todo mundo.

Por isso a forma que encontrei para resistir a lógica de vida de quase todas as pessoas foi de viver algo ao estilo lifestyle design. Eu ouvi este termo pela primeira vez no livro Trabalhe 4 horas por semana de Timothy Ferriss (super recomendo a leitura).

A imagem romântica é de alguém trabalhando com um notebook no colo, de frente para uma linda paisagem. Obvio que não precisamos viver desta forma para levar uma rotina fora do usual.

Costumo dizer que tenho uma vida diferente da maioria das pessoas que conheço, mas mesmo assim, fica difícil resistir a alguns convites.

Coisas do tipo… Vamos a um rodizio de comida japonesa?  – Porque não, amo comida japonesa.

Happy hour hoje a noite?  – Opa! Tô dentro.

Férias pela América do sul? – Bom, não tinha planejado, mas parece ser uma ótima oportunidade.

Em um final de semana se estou com carro na garagem uso para ir até na padaria da esquina. Afinal de contas, sou humano e gosto de conforto.

“Eu posso resistir a qualquer coisa menos uma tentação” – Oscar Wilde

Neste sentido a melhor forma de não cair neste tipo de tentação é evita-las. Tem um ditado que fala que a oportunidade faz o ladrão. Eu particularmente não acredito nisso, entendo que a oportunidade apenas o revela, ele sempre esteve lá.

Se a ideia é evitar cair em certas tentações o ideal é criar um estilo de vida (lifestyle design) que lhe impeça de fazer determinadas coisas. Podemos neste caso abordar importantes aspectos que consomem nosso orçamento.

TRANSPORTE

Possuir coisas deixou de ser algo realmente valioso e inteligente. Algumas pessoas são simples por natureza, outras precisam se esforçar para isso.

Se você não tiver um carro fica fácil evitar gastar com isso. Claro existem pessoas que realmente precisam de um, mas se não for seu caso, é melhor não ter. Vivemos em uma nova era em que não precisamos ter coisas, podemos utiliza-las. É mais barato e ecológico.

Minimalismo

MORADIA

Ao falar de moradia podemos abordar a questão de tamanho ideal para uma casa. De quanto espaço você precisa? O conceito de Minimalismo trabalha diferentes aspectos da vida, uma delas é nos questionar de quanto espaço precisamos.

E sobre a mobília, utensílios e demais itens que uma casa precisa. De quanta quinquilharia precisa para ter uma vida saudável? Sabe aquela caneca diferentona que viu em uma loja geek e você acha que precisa para completar sua coleção? Bom, se não tiver a coleção não terá esse sentimento.

E a distância do trabalho e moradia: Quem vive em cidade grande sabe da dificuldade de se locomover todos os dias de casa para o trabalho. Comprar um imóvel perto do trabalho geralmente costuma ser muito caro, o aluguel também não costuma sair barato.

Mesmo assim, será que não é mais viável do que ficar 4 horas por dia dentro de um transporte público sem qualidade e ainda correndo riscos, se estressando e perdendo um tempo precioso de vida. Uma vida ao estilo custo alto e baixa qualidade ( bad lifestyle design). O ideal do lifestyle é poder trabalhar de onde estiver, pela internet, mas sabemos que não é possível para todas as pessoas.

Será que morar com os pais não poderia ser algo a se considerar? A ideia de que é um looser ( perdedor) por não sair da casa dos pais não me parece muito inteligente se não tem um motivo para isso.

ALIMENTAÇÃO

Muitos casais que conheço me falam que seu maior gasto é com comida. É até compreensível que tenham essa percepção, cada dia que passa o gasto com alimentação tem comprometido cada vez mais o orçamento das famílias. Mas será que estamos fazendo a leitura correta?

Quanto destes gastos não passa de obrigações sociais do tipo almoçar com amigos do trabalho em lugares caros, aniversários e happy hour?

Outros gastos refletem apenas o estresse do dia a dia e por isso pedir comida fora virou uma rotina semanal. Não existe animo para cozinhar depois de um dia pesado.

Recorrer às refeições fora de casa, além de prejudicar a saúde, pode representar uma verdadeira fortuna a longo prazo.

Um das maiores características do  lifestyle design é valorizar as relações humanas. Desenvolver habilidades como cozinhar, seja para a família ou para os amigos além de nos melhorar como pessoa, ajuda a viver com melhor qualidade.

A grande dificuldade de mudar é se tornar a pessoa “do contra”, obvio, se vive e pensa diferente de seus amigos será aquele da opinião diferente. Se pode dormir com esse barulho…. vá em frente, isso é para você.

Desta forma terá uma vida (lifestyle design) de acordo com seus valores e não por algo pré determinado por algum guru de nome estranho.

É uma aliança entre crescimento pessoal e economia, ajuda a se desafiar e fugir da zona de conforto ao invés de dizer” eu não posso fazer isso ou não sirvo para aquilo.”

 

imagens por stokpic e Lum3n.com

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *