25 Janeiro, 2018 Sapien Livre 0Comment

 No artigo anterior falei de inteligência financeira , o seu desenvolvimento leva a Integridade financeira que nada mais é que a união entre o seu consumo e a forma que se relaciona com o mundo.

A integridade financeira é a integração dos seus valores com sua vida financeira.

Para que entenda melhor… se você é uma pessoa que se coloca como defensora do meio ambiente… é de se imaginar que não compactue com aquisição de produtos que agridem o meio ambiente como carros esportivos, por exemplo.

Olhando o dicionário, temos algumas definições:

integridade

substantivo feminino

  1. 1.

    estado ou característica daquilo que está inteiro, que não sofreu qualquer diminuição; plenitude, inteireza.

    “a i. do território nacional”

  2. 2.

    característica ou estado daquilo que se apresenta ileso, intato, que não foi atingido ou agredido.

    “a i. física”

  3. 3.

    fig. caráter, qualidade de uma pessoa íntegra, honesta, incorruptível, cujos atos e atitudes são irrepreensíveis; honestidade, retidão.

    “um homem da maior i.”

  4. 4.

    característica de quem é inocente, puro; pureza, inocência.

Você atinge a integridade conhecendo, compreendendo e aprendendo o impacto, tanto de sua renda como de seu consumo na sua vida, na comunidade e no planeta. É a combinação do discurso com a ação. A expressão “faça o que digo, não faça o que faço” não é mais aceitável.

A importância de desenvolver esta habilidade é crucial, pois sem ela nunca saberá o quanto é suficiente para satisfazer a sua necessidade e conforto.

O que é excesso e o que te atrapalha.

Um exemplo fácil de entender seria o mesmo que se servir em um ótimo buffet na hora da refeição. Sempre existe muita comida a sua disposição, as mais variadas possíveis. Teoricamente não existe limite para o que coloca no prato.

Porém a qualidade e quantidade do que se serve é você quem determina. Se coloca comida em excesso desperdiçará alimento, além de pagar pelo que não vai comer. Se coloca pouca coisa no prato ficará com fome. Além disso, de acordo com a sua dieta ou conceito de boa alimentação buscará os alimentos mais saudáveis em detrimentos dos mais gostosos, a qualidade ao invés da quantidade.

Compreende? Integridade financeira é combinar suas ações com seu discurso para obter o necessário, sem desperdício e sem excesso.

Integridade financeira

PENSO LOGO QUERO… MAS DEVO?

Todos nós acreditamos que por possuir recursos temos o direito de consumir, comprar e usar o que nosso dinheiro pode pagar. Mas será mesmo?

Certo dia estava andando pelo meu bairro quando me deparei com uma senhora lavando a calçada. Como estávamos passando na época pela maior crise hídrica da história da cidade de São Paulo, resolvi ir falar com ela.

– Senhora, não seria melhor varrer a calçada e economizar água? A resposta dela veio seca:

– “Eu é quem pago minha conta, gasto o quanto eu quiser!!”

Observe que ela não falou nenhuma mentira, e realmente ela está no direito de usar a água que paga. Mas a pergunta é: Ela deveria desperdiçar água só porque pode pagar por isso?

Imagine se os mais de 7 bilhões de habitantes do planeta pudessem e resolvessem exercer o direito de comprar um carro? O planeta simplesmente deixaria de existir.

Adquirir integridade financeira ajuda entender questões como esta. Saber que nem sempre o direito de consumir lhe é devido, pois são seus valores que norteiam o que pode e deve consumir.

A integridade financeira é a união do dinheiro com a vida para ter o necessário sem prejudicar o planeta e as futuras gerações. Este é o conceito de sustentabilidade na pratica.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *