15 Setembro, 2019 Sapien Livre 0Comment

Não é de hoje, no entanto com a facilidade e visibilidade que as redes sociais proporcionam, a cultura do quanto mais melhor tem produzido uma verdadeira fábrica de frustrações.

Para ser feliz você precisa ser mais bonito, mais interessante, mais inteligente, mais rico, mais simpático.

Você precisa ter a melhor família, o emprego perfeito com ótimo salário, que além de ser bom ajuda a salvar o mundo. Você precisa dos melhores atributos ou do contrário não passa de uma pessoa comum.

Nossa cultura baseada no quanto mais melhor acaba nutrindo espectativas fora da realidade de 99% da população.

A história do herói, de alguém  que veio de baixo e se tornou um grande empreendedor, é todos os dias cultuada e divulgada nas redes sociais, livros, etc. Então se ele conseguiu, você que teve boa alimentação, estudou e ainda recebeu todo apoio dos pais pode ir muito mais longe.

É esse tipo de construção simplista que faz diariamente uma legião de frustrados, pois a exceção vira regra para a massa. Claro que é possível ascender na vida, porém as coisas não são simples como descrito pelos coachs que pipocam para todos os lados por aí. ( É só querer, acabar com as crenças limitantes, pois tudo é possível).

Ser uma pessoa comum é ok, tudo bem. Precisamos superar o medo da humilhação de ser alguém comum

Temos que ter ambição,  planejar o futuro e sei que sonhar alto ou baixo dá o mesmo trabalho, mas peraí!  Pés no chão para não viver frustrado com expectativas fora da realidade, vai fazer bem para saúde mental e perceba… um dos segredos para viver melhor é se importar menos e dizer não para muitas coisas, assim poderá dizer sim ao que é realmente importante.

Obrigado.

SapienLivre.com

Imagem por RandallBillings – pixabay