1 Fevereiro, 2018 Sapien Livre 0Comment

Em outro artigo abordei sobre o impacto negativo da inflação e sua relação distorcida com os índices oficiais utilizados pelo governo e mercado financeiro.

Agora vou abordar a inflação por um olhar diferente. Quando agimos de forma ativa para reduzir a nossa inflação pessoal e até chegar a ter deflação em nosso orçamento.

Como havia comentado no artigo anterior, o grande problema dos índices que medem a inflação oficial é que eles não refletem a nossa realidade. Aquilo que sentimos dos preços no dia a dia geralmente sempre parecem ser maiores do que os informados e divulgados nos jornais.

O que precisamos entender é que mesmo em momentos de inflação alta é possível gerenciar seu próprio índice de inflação de forma positiva, apenas tomando algumas atitudes pró ativas é possível esticar o dinheiro.

ENGENHARIA FINANCEIRA – O que a maioria das donas de casa fazem com maestria.

Em muitos momentos do ano alguns produtos passam por momentos de hiperinflação, como ocorreu com o tomate e o feijão em 2017. Nestes momentos é importante buscar produtos similares ou alternativas para não contribuir o aumento do orçamento.

Aproveitar liquidações, promoções e utilizar cupons de descontos contribui enormemente para manter sua inflação estável. Comprar coisas quando as pessoas não estão comprando e deixar de comprar quando elas estão comprando, ou seja, fuja do pensamento de manada.

EVITAR IMPOSTOS DESNECESSÁRIOS

O Brasil é um país com uma das maiores cargas tributárias do mundo. Saber reduzir a mordida do leão, tanto em sua renda como no consumo ( claro, sempre dentro da legalidade) é como ganhar dinheiro extra.

Conseguir redução ou isenção de impostos no Brasil não é uma coisa muito fácil, mas com um pouco de estudo e esforço é possível conseguir redução de tributos. As empresas fazem isso e nós também podemos fazer. Por exemplo, só o fato de não movimentar muitos seus investimentos já evita cobrança de impostos desnecessários.

Se for possível abrir empresa e fazer declaração como Pessoa Jurídica poderá ter boas reduções, empresas pagam menos imposto que pessoas. Outro item que é muito mais vantajoso para empresas são os planos de saúde, a diferença pode chegar a ser de até 50%.

MUITOS PRODUTOS FICARAM MAIS BARATO

Alguns produtos ficaram mais baratos ao longo do tempo e outros ganharam maior tempo de vida útil. Além disso a nova economia proporcionada pela tecnologia e as Startup’s ajudam a baratear serviços.

A exemplo disso temos o Uber para transporte e o Airbnb com serviço de hospedagem. A internet permite fazer pesquisas e encontrar promoções, fazer compras coletivas etc… coisas que não podem ser ignoradas na hora de gerenciar suas despesas.

inflação

DEFLACIONAR UTILIZANDO A GEOGRAFIA

Se mora de aluguel e o bairro ficou caro, simples, mude para um bairro mais barato ou procure um imóvel com melhores condições no mesmo bairro. Essa é a grande vantagem de não ser dono.

Para aqueles que estão prestes a alcançar a Independência Financeira é muito valido estudar a possibilidade de mudar de estado ou até de país. Já parou para pensar que em alguns países do mundo é possível dobrar a sua renda somente com a conversão positiva do câmbio? Países na Ásia e também na América do Sul nos permitem isso, sendo possível ótima qualidade de vida com baixo custo.

Lembre-se, se você alcançar a independência financeira é escolha sua ficar onde está ou ir morar em qualquer outro lugar. Você é um cidadão do mundo, de repente se fizer esse cambio geográfico já até atingiu a independência financeira e ainda não sabe.

É tudo uma questão de estudar, se esforçar e ter muita força de vontade para driblar a inflação e manter sua qualidade de vida, sem perder o poder de compra no caminhar dos anos.

Quem quer viver de renda para o resto da vida precisa ter em mente que a inflação será uma preocupação constante, por isso lembre-se que resolver seus problemas apenas com dinheiro acaba por matar a criatividade e não facilita a vida em nada. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *