4 Agosto, 2020 Sapien Livre 6Comment

Um dos maiores pontos de inflexão para a independência financeira é acreditar que é possível viver de renda. Eu não sei porque, mas um conceito simples, como o do juros compostos não entra na cabeça das pessoas, mesmo aquelas muito inteligentes.

Uma vez estava viajando pela Chapada das Mesas e conversando com uma amiga que tinha ótimo salário, disse que ela poderia em poucos anos, se poupasse e investisse, viver de renda, sem a necessidade de trabalhar por dinheiro para o resto da vida.

Engraçado como ela via aquilo como impossível, mas como isso pode ser possível? Então porque seus colegas, também da área da saúde não faziam isso e porque era aquela a primeira vez que ouvia sobre independência financeira?

Renda Passiva não é matéria de escola

O combustível da IF é a renda passiva, e infelizmente, nunca escutamos em casa nossos pais dizerem: – filho, não me peça dinheiro, vá criar sua renda passiva, na verdade nem nossos pais sabem o que é isso. Por outro lado a escola também não faz esse trabalho, apesar de aprendermos conceitos matemáticos como juros simples e composto, não nos é colocado a aplicação prática de como usar isso em nossas vidas.

Neste sentido, toda nossa sociedade é totalmente leiga com relação a construção de riqueza a longo prazo pela criação de um programa de renda passiva. É exatamente este um grande ponto de inflexão, quando conseguimos perceber que isso é possível acontece o momento “eureca”. Aquele instante de descoberta que muda por completo nossas vidas.

As vezes esse conceito vai sendo introduzido aos poucos em nossas vidas, com outras pessoas ele é simplesmente apresentado por um livro, evento ou amigo. Vejo que o livro Pai Rico Pai Pobre, fez e continua fazendo muita gente passar por esse momento.

Comigo isso aconteceu aos poucos, eu sempre fui um poupador, mas não tinha na mente que poderia viver de renda se utilizasse os juros compostos a meu favor. Eu apenas queria acumular patrimônio suficiente para me considerar rico. Parece que isso é suficiente, mas não é, pois até aquele momento, os juros não passavam de um subproduto recebido por guardar dinheiro. Ao contrário disso, quando se investe, os juros passam a ser a razão da existência daquele patrimônio. Compreende a diferença?

Imagem por – Alexas Photos – Pixabay

6 thoughts on “Porque é difícil creditar viver de renda?

  1. Curioso que sempre encarei da mesma forma que você, faz pouco mais de um ano que comecei a pensar que é realmente possível viver de renda e agora quero gerar uma renda passiva para tornar isso realidade, claro, a jornada é longa e no mundo atual levará certamente mais de uma década, mas a cada mês com um pouquinho mais de renda passiva caindo na conta eu tenho minha motivação renovada.

    Abraços,
    Pi.

    1. Olá Poupador,
      O que falou é verdade, quando a gente vê Dinheiro pingando na conta, mesmo que pouco, gera um ótimo sentimento. Isso nos permite seguir firme no propósito.

      Abs

  2. Gleison,

    “– filho, não me peça dinheiro, vá criar sua renda passiva.”
    Ah, como seria bom se fôssemos ensinados desde cedo a lidar com o dinheiro de forma mais saudável e responsável!

    O máximo que a maioria dos pais falam é em poupança.
    Uma pena, pois há tanta informação de qualidade disponível na internet… Mas vai de cada um definir suas prioridades e o que é importante para si mesmo, não é?

    Abraços,

    1. Nossa, verdade. Como eu teria poupado tempo se tivesse aprendidi o conceito de renda passiva ainda criança, mas tudo bem. Importante agora poder ajudar a propagar educação financeira.
      Bjos

  3. Hahahaha, muito bom texto e fez eu lembrar de uma conversa que eu tive com um amigo do trabalho essa semana. Ele realmente não tinha noção do que era viver de renda, pra ele, se aposentar cedo era ter um dinheiro imenso, na faixa de 5 a 10 milhões de tal forma que vc ia consumindo ele até a sua velice ou até ele acaba, ele não tinha na cabeça que esse dinheiro podia gerar mais dinheiro e vc viver dessa geração sem consumir muito o bolo principal. Foi engraçado tentar explicar isso pra ele e ele achando que eu estava enganando ele ou algo do tipo.

    Excelente texto.

    1. Não é estranho como um conceito simples como esse não entra na cabeça das pessoas? Eu tentei por 5 anos explicar isso para meus ex companheiros de trabalho, mas todos achavam que eu não passava de um sonhador.

      Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *