27 Agosto, 2018 Sapien Livre 0Comment

Nós humanos somos imediatistas, temos muita dificuldade de fazer projeções futuras e segui-las. É uma heranças dos nossos ancestrais, homens das cavernas.

QUEM TEM PRESSA COME CRU

Naquela época não era possível fazer estoque, não dava para planejar o futuro. Tudo era muito incerto e precisava ser consumido e realizado de imediato, naquele exato momento presente. Do contrário corria-se o risco de perder tudo, até a vida.

“Uma das grandes desvantagens de termos pressa é o tempo que nos faz perder” – G. K. Chesterton

É exatamente por isso que é tão difícil para nós defendermos causas como a preservação do meio ambiente e a natureza pois os danos não aparecem de imediato, eles só são sentidos e explicados ao longo de muitos anos.

As atitudes e sacrifícios que fizermos hoje só serão aproveitados pelas gerações futuras, isso dificulta muito a defesa da causa. Não sentimos a dor da desordem e descontrole na pele.

O mesmo acontece com os fumantes e o malefício do cigarro. Todo fumante sabe que faz mal, mas como os sintomas não são imediatos, são produzidos ao longo de muitos anos, não traz o impacto necessário para que ele tome uma atitude e pare com o vício.

A neurociência chama esse fenômeno de presentismo psicológico. O cérebro humano é muito ruim para projetar o futuro. Como  o fumante é saudável hoje, fica muito difícil para ele se projetar no futuro como um doente.

Ter disciplina para focar no que você deseja daqui a 10, 15 ou 30 anos é muito difícil. Vai contra a nossa natureza imediatista.

É necessário muita força de vontade e poucos conseguem se manter firme. O grande segredo é ter muito bem definido onde você quer chegar, pessoas com propósitos de vida bem definidos mantem-se firmes em suas jornadas.

“Mantenha o seu foco no melhor que você possa imaginar e permita que uma visão positiva o impulsione para frente” – Jack Anderson

Pressa

Observe o exemplo de grandes esportistas: Dedicam a vida inteira com o propósito de ser campeão olímpico. São horas e horas de treinos, esforço sobre-humano durante muitos anos até se atingir o nível de um atleta de alto nível, e olhe que todo esse esforço não significa medalha, porém o grande atleta aceita pagar o preço. Isso é visão de longo prazo.

PAGUE O PREÇO

Não tem outra forma de se realizar grandes objetivos, tempo e dedicação são essenciais. A independência financeira se parece muito com uma maratona, é necessário constância e muita resistência para chegar até o final.

Ninguém começa correndo uma maratona de uma hora para outra. Os objetivos começam pequenos. Corre-se 5km, depois vai para 10km e conforme treina, o desafio vai aumentando e por consequência os resultados vão aparecendo.

Se não estiver funcionando, mude a rota e comece de novo, crie o hábito, em pouco tempo se tornará um processo mecânico.

Não tem desculpa para não fazer, de o primeiro passo e que seja hoje. Não espere a segunda-feira como fazem aqueles que nunca terminam nada.

A palavra de ordem é faça alguma coisa, se possível, agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *