15 Novembro, 2019 Sapien Livre 0Comment

Há pouco tempo, falei sobre a estratégia barbell para investimentos. Agora veja que esta mesma estratégia pode ser utilizar para comprar coisas.

Um dos conselhos dos minimalistas é possuir poucas coisas, porém as que possuir devem ter qualidade. A estratégia barbell neste sentido é um pouco mais sofisticada, já que ela seleciona os itens que devem ser de ótima qualidade e por consequência mais caros ( ser caro nem sempre é sinônimo de qualidade). Do outro lado temos os produtos baratos evitando o meio termo, ou seja, deve-se buscar os dois extremos.

Compras de qualidade para coisas que usa todos os dias

Eu sempre me coloco a pensar o que compensa pagar caro pela qualidade e não me arrepender de desperdiçar dinheiro comprando apenas marca. Existe um ditado popular que diz… “o barato sai caro”. Já comprei algumas coisas achando que estava fazendo economia, mas na verdade acabei gastando mais dinheiro depois, já que o produto não tinha durabilidade.

Um exemplo são facas de cozinha. Aqui em casa temos umas dez facas, mas nenhuma de qualidade. Se tivéssemos investido em uma faca de qualidade, teríamos gastado menos dinheiro e ainda com mais eficiência.

Produtos que são utilizados com muita frequência e diariamente precisam ter excelente qualidade, pois além de possuir maior durabilidade, evitam desperdício e melhoram a produtividade das atividades diárias.

Estratégia Barbell

 

Comprar qualidade para coisas que podem nos colocar em risco

Uma vez vi uma borracharia que vendia pneus riscados, (eles pegam pneus velhos e riscam novos desenhos na borracha que já está gasta, assim ficam com aparência de novos). Essa com certeza é uma economia que não vale a pena, pois além de colocar a vida de quem compra em risco, também coloca a de todas as outras pessoas.

Produtos que podem comprometer nossa segurança e saúde devem ser adquiridos com a melhor qualidade possível. Isso não significa que devem ser os mais caros, mas com certeza não serão os mais baratos disponíveis.

Eu por exemplo, gosto muito de fazer trilhas. Há uns três anos atrás comprei um par de botas para trilhas que até hoje estão novos, foram bem caras, mas evitei lesões, risco de quedas graves e ainda tive melhor desempenho nas caminhadas.

Do que adiante ter um capacete que não vai aguentar uma queda, exatamente no momento que mais precisa?

estratégia Barbell

 

Comprar coisas baratas para todo resto

E quais seriam as coisas que podemos comprar pelo menor preço? A resposta é todo o resto, a verdade é que seguindo as regras anteriores, eliminamos 90% da necessidade de comprar coisas apenas pelo baixo preço. Mas eu particularmente sempre procuro buscar a melhor relação custo benefícios e quase sempre consigo bons produtos.

Evite o meio termo

Se vai comprar uma camiseta que não irá fazer muita diferença na sua vida, então compre a com menor custo. Não adianta comprar a que está no meio termo. Tipo… se existe uma de quinze reais e outra de trinta, pegue a de quinze. Provavelmente a de trinta só tem esse custo por carregar alguma etiqueta que não vai agregar valor a nada, a qualidade deve ser muito parecida.

Um exemplo de como podemos desperdiçar dinheiro é quando iniciamos uma nova atividade. Se estamos aprendendo a tocar violão, compramos algo no meio termo, ou seja, de custo médio. Mas na verdade nossas habilidades ainda não conseguem reconhecer a diferença de um violão estudantil para um semi profissional. O que é pior, nossas vidas mudam e abandonamos o hobby acumulando prejuízo. O ideal nesse caso é comprar o equipamento de entrada com menor custo e conforme vamos evoluindo mudamos para um equipamento melhor.

A gente começa muita coisa e desiste, perde o interesse e para de praticar, assim as coisas vão se acumulando dentro de casa causando um enorme desperdício.

Resumindo, menos produtos com melhor qualidade para o dia a dia e também para as coisas que podem comprometer nossa segurança. Para todo o resto devemos observar o menor custo possível evitando o meio termo.

Aqui vale aquela regra minimalista, menos coisas mais vida.

E você, o que acha da estratégia Barbell para adquirir produtos e serviços?

*Este artigo foi inspirado no artigo The Barbell Strategy for Baying Quality Stuff  do site  The Deep Dish.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *