21 Julho, 2019 Sapien Livre 31Comment

GUEST POST

A Ana Tavares participa de quase todos os artigos que estão neste blog. Ela faz a correção dos textos de forma voluntária desde os primeiros artigos publicados.

Hoje tenho a honra de poder publicar seu primeiro artigo, direcionado a uma questão a qual todos nós estamos sujeitos: a arrogância.

Quantas vezes a arrogância foi a conselheira para te deixar mais burro?

Ontem recomecei um curso pela 3º vez. algo que por muito tempo relutei, porém para a área que atuo é fundamental, como ainda tenho que vender minhas horas por dinheiro, então eu realmente devesse retomar e assim o fiz, estou entregue a este momento.

Como de praxe, como todo começo de curso as pessoas se apresentam, ainda que brevemente teríamos que fazer, pois o professor precisa sentir como abordar e entender os conhecimentos prévios da sala. Pois bem, eu pensei em sentar na frente para que eu não fosse a última a me apresentar, por que tenho dificuldades em falar em público, então acho mais fácil me livrar logo desta tarefa.

E eu havia pensado no caminho como eu falaria a respeito e como faria, isto acontece com quem morre de medo em falar em público, vive a vergonha antes durante e depois, assim como estou escrevendo agora e sentindo, por fim escolhi como um tom inicial desta conversa com a sala, a dor.

Disse exatamente o por que estava lá e sem vergonha alguma, disse a minha fragilidade em relação a informação que precisaria e disse as dores vividas no meu ex trabalho, por não saber executar a ferramenta por falta de conhecimento e qual era a minha condição atual e que estava sem um trabalho fixo e que procurava o momento para estudar o máximo que eu pudesse e que ao mesmo tempo me mostrar parceira e colaborativa para as pessoas assim que tivesse um novo trabalho.

Quais são as suas fragilidades?

No momento em que externalizar a sua dor e aceitar que precisa de ajuda, a sua humildade vem e como vem, então já que ela veio pela dor, então abrace e aceite novos conhecimentos, claro com responsabilidade, se possível em lugares confiáveis, você não entregaria o seu campo do saber a qualquer um ou qualquer lugar.

Mas esteja aberto para um aprendizado novo, qualificação, idioma, deixe que outras pessoas te ensinem, caso não faça, estará fadado a burrice. Você não é o sabe tudo. “como diria nossas mães” rs.

Percebi que falar sobre minhas fragilidades, é muito difícil, por que a arrogância nos cega de uma forma que faz que você se atrase intelectualmente. Entenda que você também poderá somar a outras pessoas no momento apropriado. Não tenha pressa.

Sim, existem pessoas bem fodonas ao nosso redor, no mundo, estamos cansados de ver, sim elas existem, mas se vc não é uma dessas pessoas e tudo bem caso vc não queira ser um fodão, tudo bem, mas tente entender que provavelmente está vivendo um período possivelmente de arrogância em não querer aprender ou em se recusar.

Seja inteligente, aprenda algo todos os dias. Só vai acrescentar na sua vida pessoal e profissional.

É certo que ao decorrer destes dez dias de treinamento no meu caso, estarei capacitada para a execução do que eu me propus a fazer. O curso, a escola e instrutor são muito bons. Possivelmente as propostas de trabalhos serão maiores e melhor remunerado.

Agora resta saber se nas próximas dificuldades, se seremos responsáveis em nos qualificar o quanto antes ou se precisaremos sentir novas dores para que isto aconteça.

Repense. O tempo não te espera.

Por: Ana Tavares

Imagem por 192635 – Pixabay

31 thoughts on “Quantas vezes a arrogância foi a conselheira para te deixar mais burro?

  1. Olá, Ana!
    O seu texto veio bem a calhar… Rs
    Pois, estou tentando me reinventar há algum tempo.
    Admiro essa vontade e determinação em seguir, se enfrentar e se superar.
    Serviu de inspiração para começar essa nova semana linda que está por vir.
    Adorei o texto.
    Bjs

  2. Muito legal o artigo Ana… Hoje eu tento evitar ao máximo o caminho da dor… Mesmo as vezes deixando ele ocorrer. E também temos que parar de falar que não temos tempo… Porque tempo sempre temos… mas depende se estamos focando no compromisso proposto

  3. Acho que todo aprendizado tem uma dor e depois a satisfação, na vida tudo tem a primeira vez e não é fácil,basta entender o quanto estamos dispostos aprender ,pois tudo tem um custo seja tempo ou dinheiro Com arrogância não se chega a lugar nenhum .

    1. Parabéns pelo artigo, acredito que fará muita pessoas refletirem sobre si mesmas e fazer com que se enxerguem verdadeiramente. Buscando sempre o melhor dentro de si. Essa é minha mana…

      1. Obrigada manaaaa! Na vdd estamos sempre nesta sintonia de se melhorar e que bom! Obrigada por ler e pela amizade de sempre! Bjoes s2

  4. Verdade Ana, se tivermos a consciência e aceitarmos que não sabemos de tudo e que cada dia iremos aprender coisas novas, tudo se torna mais fácil!! Sucesso nessa nova etapa, tudo dará certo !!!

    1. Andrea, eu deveria ter pensado nisto antes de sofrer rsrrs mas ja que sofri, bora viver o momento da consciência rs. Muito Obrigada =) bjos

  5. É eu vim comentar rs
    Porque te acho maravilhosa, e estou orgulhosa do seu entendimento e busca em melhorar.
    Nós nunca sabemos o bastante, o saber é infinito… exceto para aqueles que julgam saber tudo e paralisam na ignorância.
    Que seja o primeiro de muitos. ❤

  6. Text muito bom Ana. Assunto super atual e interessante, pois apesar de todos passarmos por isso nem sempre percebemos o quanto a nossa arrogância afeta as nossas decisoes.

  7. Quebrou mais um tabu Ana, diziam eles que arrogância é sinal de inteligência, e sem sombra de dúvidas com todo a certeza não, sinais de arrogância é burrice sim, pois, não sabemos tudo e nunca teremos tamanha e extrema inteligência com tão pouco tempo de existência, parabéns por compartilhar um pensamento que eu jamais tinha pensado antes.

  8. Que texto sensacional….

    Ele cai como uma luva sobre muitos, para não dizer quase todos nós, que nos satisfazemos com tão pouco e achamos que essa quantidade é grande o suficiente para ser melhor que alguém…

    Quantas vezes o EGO nos fez emburrecer?

    Que questão maravilhosa para ser debatida.

    Parabéns pelo texto.

  9. Ótima reflexão, trazendo a realidade que muitos de nós vivemos a tona.
    Que este belo texto, torne a sua experiência num caminho mais curto pra muitos, evitando as dores e inovando sempre.
    Nos dias atuais precisamos inovar sempre.
    Eu me reinventei pra caber em vários mundos, em várias ocasiões e a humildade sem dúvida é uma das maiores e melhores companheiras.
    Obrigada pelo texto amei.

    1. É bem por ai Amanda, acho que ainda sou um pouco cabeça dura rsrs, tenho varias dores ainda para transformar, mas concordo com vc que a humildade cabe em quaisquer situações, continuo na caminhada, …Bjões s2

  10. Eu acho q há como escrever um livro inteiro de como a arrogância não apenas nos deixa mais burro, mas também atrapalha por completo as nossas vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *