26 Maio, 2020 Sapien Livre 0Comment

Já faz mais ou menos um ano que larguei meu emprego e vivo apenas de meus rendimentos financeiros, uma coisa que observei neste período é a menor vontade de tirar férias, de viajar. Lembro que quando trabalhava em um emprego formal, passado seis meses de minha última férias, já estava louco para viajar de novo.

Mas observe, conforme vai lidando melhor com o dinheiro e a vida fica mais gratificante, a necessidade de férias, de descompressão cai sensivelmente. Isso é meio óbvio, se está satisfeito com a vida que leva para que vai pegar um avião e pagar caro em pacotes turísticos com intuito de fugir da rotina?

No entanto, viajar é muito bom e gratificante, além de proporcionar enriquecimento cultural, como diz o poeta… Navegar é preciso. Por isso deixo algumas dicas de como é possível viajar barato e adaptar sua trip ao seu bolso.

Escolha lugares próximos de casa

Via de regra, salvo algumas exceções, quanto mais longe você for, maior será o custo do deslocamento. Da mesma forma quanto mais rápida for sua viagem também mais cara será sua trip. Uma coisa que aprendi é que mal conhecemos a cidade, estado que vivemos. Eu por exemplo moro em São Paulo, visitei pouquíssimas cidades do estado, parques ecológicos, trilhas, cachoeiras. Posso acessar com bem menos dinheiro e em menor tempo. Se olhar com atenção e fazer alguma pesquisa, verá que está perdendo muita coisa que pessoas vem de fora para visitar e você não aproveita.

Temos esse péssimo defeito de não valorizar as coisas que estão disponíveis e próximas a nós.

Compre passagens com antecedência e use buscadores de preço

O segredo aqui é nem muito cedo e nem muito tarde, algo em torno de três meses antes da viagem para voos nacionais e seis meses para internacionais costumam ser os melhores momentos. Alguns sites como o Skyscanner mostra em tempo real o período do ano com voos mais baratos para o ano, também tem uma função muito legal de mostrar o destino mais barato existente se não tiver nenhum destino específico, colocando apenas o país.

Existem outros diversos apps e sites que podem ajudar na pesquisa e planejamento para comprar voos mais baratos, o google flights é uma ferramenta muito boa. Cabe ressaltar o uso de milhas ou compra de em sites especializados nesta modalidade. Tem que pesquisar e ser o seu próprio agente de voagens.

Viaje na baixa temporada

Se quiser ir para um lugar no período onde todo mundo também quer ir, vai pagar caro. É lei de mercado, oferta e procura. Alguns destinos, não tem jeito, quer ver neve e esquiar, vai ter que ir no período específico que tem neve. As vezes é possível pegar o finalzinho ou início da temporada com preços descontados. Cabe fazer um estudo, o bom é sempre procurar fugir das grandes multidões e valorizar os lugares que estão meio esquecidos em determinadas épocas do ano.

Una suas férias com alguma ação solidária como um voluntariado

Sei que esta não é uma modalidade que se aplica a todas as pessoas, mas se você deseja conhecer novas experiências e lugares diferentes e ainda fazer diferença no mundo, é a melhor forma de viajar. Alguns voluntariados cobrem inclusive todas as despesas de hospedagem e alimentação. É uma forma de unir seus valores e propósitos de vida com diversão.

Natureza faz bem para alma e para o bolso

A natureza não cobra pedágio nem hospedagem, já pensou em fazer uma trilha e ter a experiência de um camping selvagem? Em total contato e integração com a natureza, com a vista mais incrível que nenhum hotel cinco estrelas poderia oferecer? O turismo de natureza pode oferecer este tipo de vivência a custo baixo.

Procure parques com trilhas auto guiadas ou se junte a um grupo, fica mais barato e proporciona momentos incríveis de integração com a natureza. O Brasil é um país riquíssimo em biomas e abundância de locais propícios a prática de turismo na natureza.

Existem inúmeros campings com estrutura para acolher desde mochileiros à famílias com motor home. Deixe a barba crescer, as unhas dos pés sujas de terra… permita-se viver de forma natural. Isso é férias!

Imagem por LUM3N – pixabay

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *